Masterplan: confira entrevista com o guitarrista Roland Grapow

Publicado em 14/10/2015


Turnê sulamericana 2015 - Masterplan retorna no ápice da carreira

Apesar do recomeço sugerido em latim pelo título do quarto álbum estúdio, Novum Initium, a gênese daquele Masterplan idealizado e moldado pelo guitarrista Roland Grapow no início da década passada ainda é bastante perspicaz, poderosa. Apesar de tantas trocas na formação, principalmente no que diz respeito a vocalistas – e o rompimento definitivo com o conceituado Jorn Lande -, a banda provou ao longo dos anos que sua chancela é respeitável no cenário da música pesada, por meio de seis registros, um deles ao vivo, Keep Your Dream Alive, cujo lançamento mundial – inclusive no Brasil, via Shinigami Records - é um dos motivos da segunda turnê da banda no país, em São Paulo nesta sexta-feira, 16, na capital e no sábado, 17, no Bar da Montanha, em Limeira. Confira a entrevista exclusiva com Roland Grapow.

 

Por Erick Tedesco

COI Produções/Masque Records

 

Olá, Roland. Esta nova turnê pela América do Sul divulga o álbum ao vivo Keep Your Dream Alive ou você encara esta segunda vez do Masterplan por aqui como uma forma de também divulgar a consolidação desta formação?

ROLAND GRAPOW – O novo CD e DVD ao vivo e esta turnê divulga nossa atual formação e nossa dinâmica de palco. Estou muito orgulhoso que encontrei caras como Rick, Martin e Jari para continuar com o Masterplan. Fizemos cerca de 70 shows nos últimos três anos.

 

É nítida a química entre o Masterplan e Rick Altzi, que, juntos, apresentaram aos fãs um dinâmico e potente álbum – Novum Initium. Como está a energia da banda desde este recomeço?

GRAPOW – Está perfeita, todos querem tocar ao vivo e a relação de amizade que criados é bem saudável, nos divertimos bastante, sempre motivados e respeitando um ao outro. Vocês vão sentir isto quando estivermos no palco!

 

Rick participou do processo de criação de Novum Initium? Ele canta com muita propriedade em todas as músicas deste registro.

GRAPOW – Sim, trabalhamos em conjunto para compor as melodias vocais e ele ainda escreveu sozinho muitas letras.

 

E quanto a Jari Kainulainen, quais das tantas qualidades e experiências deste conceituado baixista você absorveu para aprimorar o trabalho do Masterplan?

GRAPOW – Conheço o Jari há anos, desde os tempos em que ele era do Stratovarius, quando eu ainda fazia parte do Helloween. Certa vez me escreveu contando que ficaria feliz em se juntar ao Masterplan se um dia precisássemos de um baixista. Então eu realmente entrei em contato com ele quando o Jan S. Eckert saiu da banda por causa do seu principal trabalho. Tocar ao lado de Jari é sentir-se em casa junto a um velho amigo!

 

O registro ao vivo Keep Your Dream Alive contém na íntegra o show do festival Masters of Rock, em 2014. Acredito que aquele foi um momento importante para a carreira da banda, certo? Por que optaram por gravar aquela determinada apresentação?

GRAPOW – De alguma forma sentimos uma magia naquela noite, mesmo que tenha sido apenas o terceiro ou quarto show depois de sete anos, quando finalizamos a turnê do MK 2. Imagine, os músicos desta formação estavam juntos há pouco tempo, mas quando assistimos ao show é como se tocássemos juntos desde muitos anos! Como bônus deste álbum tem algumas músicas registradas no Wacken daquele mesmo ano, além de outras na Ásia e no festival Prog Power.

 

Roland, você também é conhecido no cenário metal como um requisitado produtor. Com que tipo de banda ou artista você prefere trabalhar? Você trabalha com todos os gêneros musicais?

GRAPOW – Sou mais conhecido por produzir bandas de melódico, power, black e thrash metal na Eslováquia. Particularmente gosto de ouvir música pesada com bom trabalho de guitarras. Não sou limitado a um determinado gênero, fui bastante influenciado por meu amigo Andy Sneap, que também me ensinou vários macetes de estúdio. Sempre confiro o trabalho dele com o Accept, Saxon Cradle of Filth, Exodus, Testamente, Megadeth e muitas outras.

 

Depois de tantos anos com o Masterplan e participações especiais em outras formações, Roland Grapow ainda é um nome que ronda o Helloween a cada novo lançamento, quero dizer, muitos fãs ainda sentem falta da sua guitarra e composições na banda do Weikath. Como você lida com seu passado no Helloween?

GRAPOW – Tenho muito orgulho do meu passado. Não tenho mais tempo para ouvir material antigo que compus, mas fico feliz quando algum fã posta uma música do Helloween na minha página no facebook. O mais legal é que meses atrás fiz contato com o Markus, Andy Deris e Weiki... sem brigas ou sentimentos ruins!

 

E quanto a um projeto junto ao Kai Hansen e Michael Kiske, ainda está nos planos?

GRAPOW – Era um plano há alguns anos. Tivemos entre três e quatro reuniões, mas por algum motivo não era de fato interessante para eles. Logo depois Kai e Michi formaram o Unisonic e fiquei um pouco chateado, afinal, nossa primeira ideia, eu acho, era um pouco mais animadora para os fãs. Quem sabe um dia. E ainda somo bons amigos!

 

Quais são as expectativas para esta turnê sulamericana? Pode revelar algo sobre o set list?

GRAPOW – São as mesmas músicas que tocamos na turnê europeia ou do nosso DVD, mas incluiremos outras três para os shows na América do Sul, talvez, quem sabe, mais uma da minha época de Helloween. Espero a presença de muitos fãs e velhos amigos para cantemos juntos! Não quero esperar outros 12 anos para ter, de novo, estes momentos.

 

Ainda é cedo para falar sobre um novo álbum de estúdio?

GRAPOW – Há seis meses firmamos novo acordo com a AFM para três lançamentos: o DVD ao vivo que já está no mercado, um álbum de regravações das minhas 12 músicas favoritas da época do Helloween com novos arranjos e o peso moderno do Masterplan, que serão cantadas por mim e pelo Rick – deve ser lançado no segundo semestre de 2016; e depois o nosso novo álbum de estúdio, mas só para o final do ano que vem ou começo de 2017.

 

Obrigado pela disponibilidade e atenção, Roland. Por favor, deixe uma mensagem às pessoas que comparecerão aos shows do Masterplan nesta nova turnê pela América do Sul.

GRAPOW – Não seja preguiçoso, apareçam em algum show, vamos nos encontrar e nos divertir juntos. Vejo vocês daqui alguns dias!

 

SERVIÇO

Masterplan em Limeira (SP) no Bar da Montanha

DATA: 17 de outubro (sábado)

HORÁRIO: a partir das 21 horas

LOCAL: Avenida Laranjeiras, 260, na Vila Eliza Fumagalli

INGRESSOS: R$ 85 (meia-entrada, promocional e estudante)

INFORMAÇÕES: http://www.circleofinfinityproducoes.com

BANDA DE APOIO: Steel Tormentor (Helloween cover)

A Masque Records terá banca com CDs à venda no evento