Eluveitie em Curitiba no John Bull

Publicado em 22/04/2015


ELUVEITIE em Curitiba
14 de abril de 2015
John Bull

Resenha e Fotos: Eduardo L. de Souza

Depois de muitos shows pelo mundo, finalmente chega ao Brasil o tour Origins da Banda suíça Eluveitie. Para os fãs que sentiram falta de Anna Murphy (hurdy gurdy) nos shows de 2013 (por conta de um problema de saúde durante os shows na Argentina), uma oportunidade para finalmente verem a apresentação da artista. No entanto, uma surpresa, a banda divulgou pelas redes sociais uma nota na qual os membros Nicole Ansperger (violino) e Kay Brem (baixo) não estariam presentes na turnê por problemas de saúde. Por conta disto, a banda precisava tomar uma decisão muito importante: adiar a turnê ou viajar com somente seis integrantes. Para alegria geral, a banda optou por honrar os compromissos e prometeu dar o melhor de si para fazer uma turnê inesquecível.

Pontualmente às 21 horas a banda sobe ao palco ao som de Origins para dar início ao espetáculo com as três músicas rápidas em sequência: King, Nil e From Darkness fazendo literalmente todos presentes sairem do chão. Sem dar tempo para galera retomar o fôlego, o líder e vocalista da banda Christian "Chrigel" Glanzmann anuncia a música Uis Elveti, do primeiro trabalho da banda e foi bastante apreciada pelo público que “bangeou” no ritmo da canção. Nas músicas seguintes Thousandfold, Primordial Breath e Sucellos, o público agitou e cantou bastante, sendo bastante elogiados por Chrigel entre cada música.

A casa foi abaixo quando Anna se aproxima do microfone e sobe a introdução de Omnos, onde mesmo a letra sendo em gaulês, muitos cantaram e pularam durante a música inteira. A seguir, Anna pergunta para o público escolher a versão em inglês ou alemão da música The Call of the Mountains e se surpreende quando a grande maioria escolhe alemão.

No decorrer do show a banda variou bastante nas músicas, em alguns momentos tocando canções mais lentas e em outros, músicas rápidas e de arranjos pesados, encerrando a apresentação com as músicas: Quoth the raven e Alesia.

Assim que a banda deixou o palco, o público que ainda tinha energia sobrando chamou pela banda e pediu mais! A solicitação foi prontamente atendida e os integrantes retornam ao palco para tocar o clássico Inis Mona com a galera fazendo coro durante o refrão. Para finalizar com chave de ouro, nada menos que Tegernakô, outro clássico que já virou ritual como música de encerramento.

Depois de quatro shows, a banda se despede do Brasil e parte para os países vizinhos onde fará mais alguns shows antes de retornar para Europa. Acredito que mesmo sem dois integrantes, a banda conseguiu cumprir com a promessa, fazendo um ótimo espetáculo e com certeza os fãs saíram muito satisfeitos com a apresentação.  

Setlist:

Origins (intro)

  1. King
  2. Nil
  3. From Darkness
  4. Uis Elveti
  5. Thousandfold
  6. Primordial Breath
  7. Sucellos
  8. Omnos
  9. De Ruef vo de Bärge ("The Call of the Mountains" em alemão)
  10. Inception
  11. Memento (acústico)
  12. Brictom (acústico)
  13. A Rose for Epona (acústico)
  14. The Nameless
  15. Kingdom Come Undone
  16. The Silver Sister
  17. Quoth the Raven
  18. Alesia

Bis:

  1. Inis Mona
  2. Tegernakô