data-ad-client="ca-pub-9371512119858190" data-ad-slot="5580438127" data-ad-format="link" data-full-width-responsive="true">

Nazareth em São Paulo/SP

Publicado em 28/11/2019

Tom Brasil - 31/11/2019
Texto: Adriano Coelho

 

 

A banda escocesa veio ao Brasil mais uma vez, essa foi a terceira vem em que eu tive o prazer de assistir aos veteranos, em 1995 vieram junto com o Uriah Heep, depois foi em 2004. Dessa vez as coisas seriam diferentes, o vocalista era outro, já que Dan deixou a banda em 2013.

O grupo foi formado em 1968, hoje conta com o bom vocal Carl Sentance (ex – Krokus), que estava trajando a camisa da banda britânica Def Leppard (em Curitiba usava a do AC/DC), antes chegaram a ter o vocalista Linton, da qual não deu muito certo. O Nazareth possui muitos álbuns de platina, o Canada é onde se concentra o maior numero de fãs, já que foram muitas vezes premiados no país da América do Norte. Eles possuem trabalhos clássicos como: No Mean City (1979) e alguns contestados, e o caso de Cinema (1986), eles que já tiveram tecladistas e dois guitarristas, ou seja, muita mudança ao longo dos anos.

Em relação a apresentação, é claro que sucessos como: “Dream On” e “Love Hurts” causam alvoroço na plateia, o baixista Pete pula muito com seus 73 anos, seu filho é o baterista da banda. O show prosseguiu com os clássicos “Love Leads to Madness”, “Razamanaz”, “Hair of the Dog”, apesar da presença de Carl, o antigo vocalista Dan faz falta, foram 18 musicas, abriram com “Turno n Your Receiver” e fecharam com “Go Down Fighting”, os paredões de Marshall continuam.  Eu senti falta da musica “Alcatraz”, mas, posso afirmar que foi uma sexta feira muito agradável.