data-ad-client="ca-pub-9371512119858190" data-ad-slot="5580438127" data-ad-format="link" data-full-width-responsive="true">

Deathstars em São Paulo

Publicado em 03/06/2010
DEATHSTARS
30 de maio de 2010 - São Paulo/SP
Carioca Club


Por Milho Wonka

Fim de semana de shows em São Paulo, no sábado foi o dia dos shows do Aerosmith e banda Maldita, no domingo a apresentação do Deathstars no Brasil. Como era o lançamento do novo cd da banda Maldita no Ego Club, organizado pela Gothznewz foi um dos shows que fui conferir. Na entrada da casa, por volta das 23:00 havia fila, não só pela banda principal, pois haviam mais artistas se apresentando, para se bem sincero o público estava bem dividido entre “gosto e não gosto do Maldita”, (pelo menos entre as pessoas que eu questionei). A primeira banda que animou o público foi o Love in a Void, (novidade um show bom deles?!?! Não! Todos são!), sabe um show que você gosta da primeira a última música? Pois é, o deles é assim, vale dizer aqui que a vocalista canta colocando alma na música e você até se arrepia, pelo menos foi assim comigo e quem estava a minha volta elogiou muito! O show do Maldita tão esperado, começou por volta das duas da manhã, com uma nova proposta sonora, um som mais limpo e sem distorções desnecessárias, animação não faltou na apresentação. Claro que o bigode do Erick assustou e chocou o público, até mesmo os fãs estranharam (eu ainda não consigo entender o motivo do bigode).

Falando-se do evento como um todo, foi como de costume da Gothznewz, bem organizado e sem maiores problemas, mesmo que um dos organizadores não tenha comparecido, Hernesto e seus funcionários conseguiram manter a festa toda sem deixar a “peteca cair”. Outro grande show que fui conferir este fim de semana foi a apresentação única do Deathstars no Brasil, realizada pela Dark Dimensions de Marcos Sanches, no Carioca Club, em pinheiros. Na entrada por volta das 18:00, havia euforia na fila quilométrica, onde todos os ingressos eram bem checados para evitar descontrole interno. Tive a oportunidade de entrar um pouco antes do público e apreciar uma apresentação sem maquiagens e visuais ousados no momento em que a banda passava o som pela última vez antes do show. O público começa a entrar e gente de vários estados brasileiros compunham esta legião de seguidores das estrelas mortas rsrsrs (Death Stars rsrsrs). Porém a banda mostrou que está ainda muito viva e com fôlego de sobra.

Apresentando músicas do novo cd que também dá nome a turnê “Night Eletric Night” e também sucessos que sempre embalam o público brasileiro como “Dead Generation” e “Tongues”. Levando o público a suar bastante agitando do começo ao fim do show, a banda sempre interagindo com o povo todo, chegando onde os fãs mais eufóricos podiam tocá-los. Terminado o show, ainda não cansados, alguns dos fãs esperaram na porta do local e após quase uma hora, os músicos saindo novamente simpaticamente tiraram fotos, deram autógrafos e até conversaram com os que arriscaram no inglês. Um show realmente ótimo, animado, bem organizado, sem nada do que reclamar. Este fim de semana poderia se repetir sempre, eventos como estes últimos, fazem a qualidade da noite do público de shows subir bastante. Não posso deixar de parabenizar aqui a Dark Dimensions e a Gothznewz, pelas grandiosas noites. *palmas!* Organização total desde credenciamento de imprensa, entrada, segurança, shows, tudo que esperamos de grandes equipes.

www.milhowonka.com.br