data-ad-client="ca-pub-9371512119858190" data-ad-slot="5580438127" data-ad-format="link" data-full-width-responsive="true">

Stone Temple Pilots em São Paulo

Publicado em 13/12/2010


STONE TEMPLE PILOTS
09 de dezembro de 2010
Via Funchal – São Paulo/SP

Por Juliana Zaima


Stone Temple Pilots e a estréia em terras brasileiras.

O Stone Temple Pilots se apresentou dia 09/12 no Via Funchal, em turnê de seu novo disco “Between The Lines”, que marca também o retorno do vocalista Scott Weiland à banda, após seus conhecidos problemas com álcool e drogas, inúmeras internações e afastamentos da banda.

O STP veio na corrente do grunge no início dos anos 90, em meio a bandas como o Nirvana e o Pearl Jam. Sua sonoridade assemelha-se à de uma banda de hard rock com levadas setentistas, por vezes distanciando-se das bandas anteriores, com as quais sempre sofre comparação. Quando saiu do STP, Weiland ingressou na nova banda de Slash e Duff McKagan, o Velvet Revolver, até sua expulsão da banda pelos membros, alegando danos aos negócios da banda devido aos problemas do vocalista.

A estréia no Via Funchal foi o retorno do STP e o primeiro show da banda em terras brasileiras e por isso mesmo, o entusiasmo foi grande e foram recebidos com grande revelia, por um público aproximado de 6000 pessoas, em maioria jovens, que vivenciaram a década de 90 e o movimento grunge.

O show foi uma retrospectiva com cara de anos 90, já que a banda tocou poucas músicas do novo álbum, abrindo espaço para as canções antigas, como “Interstate Love Song”, “Sex Type Thing” e “Plush”, cantada em coro pela platéia. Houve um cover de Led Zeppelin, “Dancin’ Days”, as danças performáticas do vocalista, com seu habitual megafone, até o ponto final da noite, com “Trippin on a hole in a paper heart”.

Diferentemente de algumas bandas da cena que seguem um estilo mais raivoso, mais punk, a levada do STP segue padrões hard rock, com músicas mais lentas e melodiosas. O vocalista Weiland é o mestre da banda e comanda o espetáculo com movimentos simples. Sua voz parece não ter sofrido grandes danos com o tempo, já que demonstrou excelente performance vocal em cada música.

A julgar pela reação do público, a estréia da banda no Brasil foi ótima e mostra que os anos 90 estão de volta e a todo vapor.