data-ad-client="ca-pub-9371512119858190" data-ad-slot="5580438127" data-ad-format="link" data-full-width-responsive="true">

D.R.I. em Curitiba no Hangar Bar

Publicado em 10/05/2011


D.R.I.
13 de abril de 2011
Hangar Bar - Curitiba/PR

Por Daniel Azevedo


Nesse mês de abril, muito bem servido de atrações internacionais, os pais do Crossover estiveram novamente por aqui. Desnecessário fazer maiores apresentações, quem conhece o D.R.I. (mesmo sem gostar desse estilo) sabe da importância que eles têm na cena mundial. Curitiba recebeu o primeiro show da turnê brasileira, no nosso velho conhecido Hangar. A galera estava lá para ouvir as velharias, nostalgia total, já que o último disco de estúdio da banda é de 1995!

Após o tradicional atraso, a abertura do show ficou por conta da veterana banda Javalis do Pântano, que deram conta do recado muito bem. Usaram um equipamento totalmente diferente do D.R.I., por isso a bateria teve que ficar na lateral do palco, mas o importante é que o som estava ótimo. Foi um show curto e bem intenso, serviu para aquecer a galera que praticamente lotou o Hangar.

O D.R.I. existe desde 1982, contando com os membros originais Kurt Brecht (vocal) e Spike Cassidy (guitarra), além do baixista Harald Oimoen e do batera Rob Rampy. Quando a banda subiu ao palco, detonando com “Beneath The Wheels”, o moshpit da galera já começou com tudo nos primeiros segundos da música, antes mesmo do vocalista entrar no palco. Ficou bem claro que o show seria em altíssimo estilo Thrash / Hardcore! O destaque na banda vai para o baixista Harald, que é realmente uma figura. Muito bem-humorado, o cara começou o show usando uma máscara e ainda usou um acessório bem engraçado no baixo, com “olhos” luminosos, alternando entre vermelho e azul.

Lá pelas tantas, houve um pequeno problema com o trigger da bateria, interrompendo o show por alguns minutos. O baixista aproveitou pra distrair a galera tagarelando e tocando trechos de músicas como “N.I.B.” (Black Sabbath) e “Pulling Teeth” (Metallica). Resolvido o problema na bateria, onde estava o baixista? Graças ao seu transmissor sem fio, Harald pôde subir as escadas pra tocar no meio da galera que estava no mezanino!!! A banda voltou detonando com “I’m The Liar” e o baixista desceu pra se misturar também com o público que estava perto do palco... Simplesmente memorável!!!

Kurt é um frontman meio tímido, como sempre foi, mas tem carisma e sua voz continua perfeita. Quase no final do show, ele chegou a ficar um pouco irritado com alguns fãs mais exaltados, mas nada que tirasse o clima de festa do evento. Spike agitou bastante, tocou com empolgação e com um largo sorriso no rosto. Rob é um batera muito competente, embora tímido também, mas não deixou nada a desejar se comparado aos bateristas anteriores.

Como já estava previsto, o mosh e o stage diving rolaram soltos, ainda bem que não proibiram o público de subir no palco. Ponto para os produtores e os seguranças! A galera participou ativamente do show desde o início, rolou muita insanidade nessa noite memorável. Em incríveis 90 minutos foram tocadas músicas de todos os discos, sem deixar nenhum clássico de fora.

A postura do D.R.I. sempre foi, ainda é e sempre será underground, mas isso não deve ser confundido com uma postura amadora ou relaxada. Muito pelo contrário, a banda é mestre no que faz, todos na banda são muito competentes e entrosados, realmente espero que essa formação se mantenha por muitos anos ainda.

Pra quem estava no show e conhecia as músicas, foi uma ótima viagem no tempo. Com certeza foi um prazer inesquecível assistir os caras ao vivo e relembrar clássicos como "Thrashard", "Five Year Plan", “Abduction”, "Commuter Man", “Who Am I”, "Violent Pacification" (que chegou a ser gravada pelo Slayer), entre vários outros petardos. Na verdade, o show inteiro foi um banquete de clássicos, os fãs que perderam esse show devem estar muito arrependidos!


Set list:

Intro / Beneath The Wheel
Snap / I´d Rather Be Sleeping / Problem Addict / Acid Rain
The Application / How To Act / Do The Dream / Commuter Man / Thrashard
Who Am I / Slumlord / Dead In A Ditch / Suit And Tie Guy
Madman / Couch Slouch / Equal People / Yes Ma’am / The Explorer / Karma
I´m the Liar / Probation / Argument Then War / Wages of Sin / Dry Heaves
I Don´t Need Society / Soup Kitchen / A Coffin / Against Me / Nursing Home Blues

Encore:

Abduction / Hooked / Violent Pacification / The Five Year Plan