data-ad-client="ca-pub-9371512119858190" data-ad-slot="5580438127" data-ad-format="link" data-full-width-responsive="true">

Samael e Grave em São Paulo no Hangar 110

Publicado em 08/07/2012


SAMAEL e GRAVE
Hangar 110 - São Paulo/SP
17 de junho de 2012

Por Cyntia Marangon


Atualmente estamos vivendo um momento de grande ascensão dentro do mercado de shows internacionais no Brasil, e claro que o público do metal não foi deixado de lado por nenhum instante, muito pelo contrário, a quantidade de shows que temos acompanhado tem sido grande, e fica difícil para os fãs escolherem qual prestigiar, mas tenho notado que o público tem sido bem fiel a isto.

Sendo assim, em junho tivemos dois grandes nomes, Grave e Samael. A casa abriu no horário marcado sem nenhum atraso praticamente. Os fãs já se aglomeravam dentro do local. Logo de início, por volta de 19:30 os suecos da banda Grave já estavam no palco para começar mais uma apresentação desta nova turnê sul-americana. Para surpresa dos fãs mandaram “Turning Black” logo de cara! Creio que o som não estava totalmente redondo, mas obviamente isso não atrapalhou em nenhum momento a empolgação dos fãs e da banda que atualmente conta com a seguinte formação, Ola Lindgren na guitarra e vocal, Mika Lagrén na guitarra, Tobias Cristiansson no baixo e o baterista Ronnie Bergerstå.

Tivemos vários pontos durante o show aonde o público se empolgou bastante, como na música “Into the Grave” aonde Ola pediu a participação dos fãs intensamente, esta música foi apresentada no bis, juntamente com ”Day of Mourning” que foi aclamada anteriormente. Depois de quatro anos de espera, tivemos uma grande apresentação dos suecos, e esperamos que eles voltem em breve.

Finalmente a banda Samael aterrissou em solos brasileiros. Muitos esperavam por algo diferente nesta noite, diria talvez mais dançante, não sei, mas nós estamos falando de um dos grandes nomes do black metal. Sim, a banda mudou bastante desde seu início na década de 80, mas apesar de ter apresentado algo mais industrial e ter evoluído musicalmente segundo os seus próprios integrantes, não deixaram suas essências de lado. Por volta das 21h os suíços subiram ao palco para marcada esta noite na história e na memória de todos os fãs presentes. Confesso que achei um pouco estranha a montagem da bateria, o teclado estava de frente, o que não se costuma ver nos shows da banda por ai a fora.

Contudo, o início com a música Luxferre, me fez acreditar que vários clássicos iriam ser lembrados. O líder e vocalista Vorph interagia com o público praticamente o tempo inteiro, aonde ele demonstrava a sua felicidade e empolgação com a demonstração e reconhecimento dos seus fãs brasileiros pelo trabalho que a banda apresenta e apresentou durante todos esses anos. Pude notar também, que não somente no clip de “Slavocracy”, que também foi executada, Makro toca no baixo e em paralelo quase no fim do show, acabou por arrebentar uma corda! O percussionista e tecladista Xy foi outro grande destaque fazendo os fãs pularem durante toda a apresentação. Foi um interação única!

Não posso deixar de mencionar, também, grandes músicas como “Baphomet’s Throne”, “In The Deep” , “Into The Pentagram” e a tão aclamada “My Saviour” que encerrou a apresentação dos suíços com chave de ouro.
Por fim, tivemos uma noite memorável para os fãs de ambas as bandas. Esperamos que bandas como Samael, não demorem mais tanto para virem para Brasil. Foi um grande espetáculo.

Agradecimentos ao Tiago Claro e a todos da Produtora TC7.

Setlist Grave
01. Turning Black
02. You’ll Never See
03. Now And Forever
04. Deformed
05. Bloodpath
06. Bullets Are Mine
07. Inhuman
08. Morbid Way To Die
09. Black Dawn
10. Day of Mourning
11. Into The Grave
12. Soulless

Set List Samael
01. Invictus (Intro)
02. Luxferre
03. Rain
04. Baphomet’s Throne
05. Of War
06 Slavocracy
07. Reing Of Light
08. Intro The Pentagram
09. Black Trip
10. Flagellation
11. Soul Invictus
12. Shining Kingdom
13. In The Deep
14. The Truth is Marching On
15. Infra Galaxia
16. Ceremony of Opposites
17. Antigod
18. My Saviour