Confira entrevista exclusiva com Ricardo, da banda Forka

Publicado em 27/05/2013

Com dez anos de estrada, a banda Forka é uma das grandes representantes do metal extremo no cenário brasileiro e é uma grande promessa no cenário internacional. Em entrevista ao Agenda Metal, a banda comenta sobre o novo álbum lançado esse ano "Black Ocean", os planos da Forka para o futuro, dentre outros assuntos.

Por Priscila Ramos

O álbum “Black Ocean” é o terceiro disco da banda e a mídia especializada tem considerado que a banda amadureceu musicalmente com esse álbum, onde o som está mais brutal e sem tantos elementos Hardcore. Como foi o processo de composição e criação?

RICARDO:
Por incrível que pareça foi muito natural isso aconteceu pelo amadurecimento da banda são 10 anos de estrada e hoje conseguimos passar o que realmente queremos.

Como o álbum "Black Ocean" está sendo recebido pelos fãs e pelo público em geral?

RICARDO:
Está sendo muito gratificante estamos recebendo criticas positivas do álbum isso e o que nos mantem vivos até hoje, pois quem vive a cena metal no brasil sabe das dificuldades de uma banda independente.





No mês de março foi lançado o vídeo clipe da faixa Empire Surrender. Como foi a produção desse vídeo? O resultado final foi o esperado?

RICARDO:
Neste vídeo tentamos passar um lance mais da banda não colocamos uma historia no clip deixamos a banda falar por si só, a produção foi sofrida gravamos no topo de um edifício abandonado no ABC, o sofrimento foi 15 andares de escaca para subirmos com as aparelhagens. O resultado final nós agradou muito foi o esperado.

Como está a agenda de shows para a divulgação do álbum?

RICARDO:
Começando a encher....rs, os mais próximos são o Panzer Fest no Cine Joia em Sampa dia 15/06 e em SBC no Principios Bar, estamos finalizando as datas em outros estados logo mais estaremos divulgando a agenda completa.

A banda já revelou que disponibiliza seus álbuns para o público na internet. Como vocês veem a pirataria e a facilidade de compartilhamento de mp3 que temos nos dias de hoje?

RICARDO:
Já temos o Feel your Suicide e o Enough disponíveis na net e em breve estaremos disponibilizando o Black Ocean também, acreditamos que banda hoje vive de show,s porque a facilidade da internet hoje deixou a venda de cds cair bastante, por esse motivo preferimos a própria banda permitir que todos tenham acesso as nossas musicas pois somos uma banda independente e sempre vamos estar o mais próximo possível de quem curte e nós apoia.



Desde a formação da banda, vocês já realizaram inúmeros shows em vários lugares do Brasil. Teve algum show que marcou mais? E tem algum lugar em específico onde gostariam de tocar e que ainda não tiveram a oportunidade?

RICARDO:
Para nós todos os show,s são especiais tentamos sempre transmitir o que a banda é independente de estrutura etc. Um show que podemos destacar foi o Palco do Rock e Salvador pela estrutura de palco e sendo a 1º vez que tocamos para um publico acima de 15 mil pessoas, sobre festivais e regiões tem alguns que não participamos ainda mais estamos atrás e acreditamos que em breve deveram rolar.

Nestes dez anos de banda, quais foram as maiores mudanças até os dias de hoje?

RICARDO:
Sem duvida o nosso amadurecimento como banda musico e principalmente como pessoas, hoje podemos dizer que somos vencedores por tudo que já passamos e pelo que vamos conquistar ainda.

Quais são os planos e projetos futuros da banda?

RICARDO:
A banda não para sempre tentamos mostrar algo novo mais está muito cedo para planejar algo estamos no lançamento de nosso 3º trabalho e muitos frutos disso vamos colher ainda, o que poderíamos antecipar e a possibilidade de lançamento de um DVD, más e para o futuro ainda.

Obrigada pela entrevista, parabéns pelo sucesso da Forka, e deixo o espaço aberto para que enviem uma mensagem aos fãs e aos leitores do Agenda Metal.

RICARDO:
Em nome do Forka gostaría de agradecer o espaço cedido por vocês e mandar um grande abraço a todos que nós apoiam sendo parceiros e fãs um grande abraço a todos, o FORKA não vive e sim sobrevivemos graça a todos.