Pop Javali: entrevista exclusiva com o vocalista e baixista Marcelo Frizzo

Publicado em 04/07/2016


Rush, Motörhead, Cream, EL&P, Triumph, ZZ Top, The Police. A história do rock está repleta de power trios incríveis. Não há como negar que as formações de bandas de rock com apenas três integrantes possuem algo especial. Apenas uma questão estética? Basta tomar como base os nomes citados pra concluir que não. 

O Pop Javali é um power trio brasileiro que há mais de 20 anos vem seguindo os mesmos passos de seus predecessores. Formada em 1992, a banda mantém a mesma formação até hoje: Marcelo Frizzo (baixo e vocal), Jaéder Menossi (guitarra) e Loks Rasmussen (bateria). 

Por mais que durante a segunda metade da década de 90, Jaéder e Loks tenham se destacado com a banda Mystical Warning - com quem lançaram o álbum "Third Millenium" pela Megahard Records em 1998 - o Pop Javali sempre manteve-se ativo e produtivo. Já dividiram o palco com algumas das maiores bandas de rock de todos os tempos, como o Deep Purple e Uriah Heep, e gravaram dois álbuns, “No Reason To Be Lonely” de 2011 e o mais novo trabalho, “The Game Of Fate”.

Em entrevista exclusiva ao Agenda Metal, o vocalista e baixista Marcelo Frizzo, nos conta algumas curiosidades sobre a banda, sua história e o que vem por aí. Confira!



Por Priscila Ramos


O Pop Javali lançará seu primeiro CD ao vivo, “Live In Amsterdam”, gravado na capital holandesa. O que podem nos adiantar sobre o álbum?

Marcelo Frizzo - Primeiramente, muito obrigado pela oportunidade de poder falar com os leitores do Agenda Metal.

As músicas (tracklist) do álbum são algumas das faixas de nosso último trabalho, “The Game Of Fate”, mas em uma versão ao vivo, com mais “pegada”, mais heavy metal mesmo.

 

Como foi a experiência e como surgiu a ideia?

Marcelo - Em princípio, não criamos uma obrigação de gravar as apresentações e transformar em um disco. Gravamos mais na intenção de ter uma recordação. Porém, o resultado foi tão surpreendente que não poderíamos deixar passar a oportunidade de dividir a emoção com os amigos, transportando o show para um CD.



O álbum está sendo mixado por Andria Busic do Dr Sin com quem a banda já trabalhou no disco anterior "The Game Of Fate". Como foi repetir a parceria?

Marcelo - Os Busic (Andria e Ivan) são amigos muito próximos, tivemos vários shows juntos e nossa parceria é algo tão positivo que fica até difícil explicar. Não temos dúvida quando a questão é escolher um produtor: Andria é o melhor!


A banda voltou recentemente de uma turnê na Europa e a repercussão na mídia especializada internacional foi bem positiva. Como foi a experiência? Já esperavam essa recepção?

Marcelo - Não tínhamos a menor ideia de como seria a recepção. Outro continente, outra cultura...

O fato é que, exatamente no quesito “cultura”, a Europa é o berço do Rock e o público europeu vive esse estilo musical.

Por todos os lugares que passamos fomos muito bem tratados e a aceitação do trabalho superou todas as expectativas.

Nos shows, além da participação efetiva do público, eles ainda fazem questão de comprar todo material da banda como CDs, camisetas, adesivos. Hoje temos mais amigos europeus no Facebook do que no Brasil... (risos).  É muito gratificante! Não há nada melhor que ter seu trabalho reconhecido.

 




O Pop Javali foi formada em 1992 e mantém a mesma formação até hoje, o que atribuem ao fato de o line-up da banda ser tão estável?

Marcelo - Uma série de fatores: respeito, dedicação, amor pela música, amor entre membros da banda. Tudo isso temos desde o início.

Mas creio que um fator que merece destaque é o profissionalismo.

O Pop Javali não é um grupo de amigos que se reúnem pra “fazer um som”. Somos uma empresa. Nossos produtos são música, arte e entretenimento. Quando se tem essa consciência fica mais fácil manter o foco e, mesmo enfrentado dificuldades, trabalhar contínua e arduamente.

Junte-se a isso o “fazer música com o coração”. Nós realmente amamos o que fazemos. Com esse tesão que temos pela banda o trabalho fica prazeroso!
 


Quais são os próximos planos e projetos da banda?

Marcelo - Com o lançamento do “Live” (previsto pra agosto) continuaremos a fazer shows voltados à divulgação desse novo trabalho.

Paralelamente, estamos em pré-produção do novo álbum de inéditas e em breve devemos entrar em estúdio.

Ou seja, a agenda de 2016 já está completa.


O Pop Javali é muito ativo no Facebook, Twitter, Youtube, Soundcloud entre outras redes. Qual é a importância dessas mídias digitais para promover as bandas de metal, sendo que as mesmas não tem muito o apoio das mídias convencionais?

Marcelo - Acho que a internet é essencial nos dias de hoje. Sua música cruza fronteiras e é divulgada no mundo todo. As facilidades que a tecnologia moderna oferecem para a música não podem ser desprezadas, ao contrário, tem que ser aproveitadas da melhor maneira possível.

 


Quais as bandas que vocês estão ouvindo ultimamente?

Marcelo - Aristocrats, projeto instrumental formado pelos músicos Guthrie Govan, Bryan Beller e Marco Minnemann. Nível de qualidade excepcional, a melhor coisa que ouvi nos últimos anos.


Muito obrigada pela entrevista, deixo o espaço aberto para que enviem uma mensagem aos leitores do Agenda Metal.

Marcelo - Nós que agradecemos pelo privilégio! Aos amigos leitores, saibam que vocês são fundamentais para a cena Rock e são o combustível pra manter acessa essa chama, apoiando as bandas e os eventos! Não somente de forma ‘virtual’, mas comparecendo aos shows, adquirindo o material das bandas, divulgando cada vez mais! LONG LIVE AGENDA METAL!


Mais Informações:
www.popjavali.com.br
www.facebook.com/popjavali
www.twitter.com/popjavali
www.youtube.com/popjavali92
www.soundcloud.com/popjavali